O Circo inventivo do Hugo Possolo encanta em Sala de Espelhos


Hugo Possolo, um dos mestres do circo-teatro da atualidade colocou toda sua inventividade à serviço de renovar e criar elementos surpreendentes e artísticos para os manjados números circenses na peça Sala de Espelhos.

O resultado é um novo olhar para números de lira, tecido acrobático, paradas clássicas, manipulação de bonecos e truques mágicos, etc.
Cavalheiro, um palhaço carismático e curioso (muito bem interpretado e criado por Felipe Oliveira) observa atraves de sua vida um desfile de tipos encantados e sonhos de uma beleza impar e vão aos poucos seduzindo o público presente.
A virtuose que sempre impressiona em artistas circenses ganha teatralidade, humor, leveza e podemos nos impressionar com a cena da lira com as artistas gêmeas Nayara e Nathália Dias, e a poesia quando elas somem e aparecem sob os olhos de Cavalheiro, o tal palhaço gentil, também na força e delicadeza das paradas clássicas de Paulo Maeda e no olhar romântico (e aéreo de) Kadu Mendes e Marina Soveral. Os figurinos de Fernando Fecchio é um show à parte.
De fato é um espetáculo para se ver e se reencantar com o circo, novamente a turma da Cia Parlapatões acertou em cheia.

Serviço:
A peça saiu de cartaz do Alfredo Mesquita onde assisti Mas está em turnê por outros locais, Fique ligado nos comentários que vamos informando onde ver este ótimo espetáculo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Marcela Temer Nua

Você sabia que Renato Russo e Geddel (o homem das malas de dinheiro) eram inimigos de juventude? Saiba o porquê.

Romulo Arantes Neto se masturbando no MSN