Leve como um lazzi

Crítica do Espetáculo "As Espertezas de Arlequim" da Cia Arte Comédia, de Curitiba-PR, direção de Roberto Innocente.

Chegamos na belissima praça da pomposa Faculdade federal, esperamos alguns minutos, sentamos numa roda bem pequena e pronto: A magia do teatro de rua foi lá e se estabeleceu. A simplicidade de "As Espertezas de Arlequim", da Cia curitibana Arte da Comédia, prova mais uma vez que o tradicional teatro popular ainda diverte, regozija e cumpre seu papel. O espetáculo conta a história dO velho Pantaleão que quer casar com Ricciolina, mas o Arlequim, seu criado também está apaixonado por ela. Mas Ricciolina não quer nenhum dos dois, um é velho, o outro é criado, prefere um jovem bonito e rico da cidade, mas não aparece ninguém. Com figurinos corretos e delicados (Exceto o da Bruxa que foge do contexto restante) e com um cenário que é uma versátil e bem usada janela, os atores talentosos e rápidos conduzem fácilmente a platéia, a atriz Susane de Deus Bueno têm jovialidade e força, mesmo lhe faltando as vezes a jocosidade e malícia natural da comédia Dell" Arte que vemos de sobra nos dois outros contracenas. Um espetáculo direto, bem feito e que dá beleza e orgulho a palavra tradicional. Aliás, o desfexo é de uma irônia simples e genial, parabéns Príncipe do Festival.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Marcela Temer Nua

Você sabia que Renato Russo e Geddel (o homem das malas de dinheiro) eram inimigos de juventude? Saiba o porquê.

Juiz diz que não houve "constrangimento à vítima" e solta homem que ejaculou no pescoço da passageira