Crackolândia em Hollywood

Charlie Sheen diz que fumava sete pedras de crack por dia


O ator Charlie Sheen, 44, apareceu transtornado em uma entrevista no canal americano ABC, ao falar sobre seu vício em drogas e as constantes festas das quais participa. "Como não gostar [das festas]? As minhas festas são épicas", disse Sheen. O ator comentou ainda sobre o episódio em que passou 48 horas em uma festa com estrelas pornô regada a cocaína. "Eu tenho orgulho daquela festa. Eu dou coisas para as pessoas que elas nunca vão viver em suas vidas tediosas. Elas vão se lembrar daquilo para sempre."
A entrevista foi ao tradicional programa "Good Morning America". Sheen fumou cigarros, fez caras e bocas e deu a entender que as drogas fazem bem a ele para espanto da repórter Andrea Canning. Quando a repórter pergunta quando foi a última vez em que ele usou [drogas], Sheen é irônico: "Eu uso liquidificadores, aspiradores de pó..." "Não lembro a última vez que eu usei [drogas]. Eu provavelmente tomei mais do que alguém poderia sobreviver. Eu fumava sete pedras de crack. Sobrevivi porque eu sou eu, tenho uma constituição diferente, um cérebro diferente, um coração diferente. Algumas coisas eu nunca vou misturar." Sheen disse na entrevista que faz tudo por "paixão". "Se você emprestar meu cérebro por cinco segundos, não vai aguentar. Ele funciona de um jeito que ninguém entende". Quando a repórter sugere que ele tem transtorno bipolar, Sheen diz que não quer ser "igual a eles". "O que isso significa? Qual a cura? Remédio? Me fazer igual a eles? Isso não vai acontecer. Eu sou 'bicampeão'. Eu ganho aqui, ganho ali". O ator disse também que já recebeu conselhos de Sean Penn, Mel Gibson e Collin Farrell, mas que eles são "muito radicais".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Marcela Temer Nua

Você sabia que Renato Russo e Geddel (o homem das malas de dinheiro) eram inimigos de juventude? Saiba o porquê.

Juiz diz que não houve "constrangimento à vítima" e solta homem que ejaculou no pescoço da passageira